Evoluções e inovações no Sistema de Gestão de Portfólios

06/10/2015 Por: Marcos Puccini

Uma das características do Mercado Financeiro é a criatividade e rapidez na criação de novos produtos assim como as frequentes mudanças na regulação. A tarefa de manter os sistemas atualizados exige a existência uma equipe multidisciplinar com a capacidade de:

  1. Monitorar as mudanças no mercado.
  2. Interpretar as mudanças regulatórias/mercado e o funcionamento dos novos produtos.
  3. Ajustar os códigos-fonte (programas de computador) e seus respectivos bancos de dados.
  4. Assegurar a qualidade (testes unitários).
  5. Fazer os testes integrados (sistema modificado com os legados).
  6. Rodar o paralelo.
  7. Implementar os ajustes no ambiente de produção.

O processo acima descrito torna-se substancialmente caro quando falamos de sistemas proprietários (desenvolvidos e mantidos pelas equipes internas).

Uma das principais vantagens da utilização de sistemas fornecidos por Vendors Especialistas é o ganho de escala no processo descrito acima, uma vez que o custo de manutenção/evolução é compartilhado entre vários clientes.

Entretanto mesmo quando os sistemas são fornecidos por Vendors e as atividades 1 até 4 são terceirizadas (executadas pelos Vendors), ainda restam as demais atividades (5 até 7) que precisam ser executadas pela equipe interna do cliente (Instituição Financeira).

Por outro lado, a desvantagem dos Vendors é o prazo para implementação das customizações que, em alguns casos, pode chegar a 2 (dois) anos.

A BRITech é um dos únicos Vendors Especialistas que conseguiu implementar um processo de Continuous Delivery nas soluções de software oferecidas em ambiente de nuvem (Cloud), trazendo os seguintes benefícios:

  1. Baixo custo de infraestrutura de TI para o cliente.
  2. Alta disponibilidade (ambiente disponível 24x7x365 dias/ano).
  3. Performance e escalabilidade.
  4. Segurança da informação assegurada por ambiente fornecido por provedor de nuvem de primeira-linha além de monitoramento diário por serviços de Penetration Testing.
  5. Software sempre up-to-date com as recém mudanças de regulação e mercado.
  6. Velocidade de entrega dos pedidos de customização dos clientes.
  7. Cliente não precisa homologar/testar as novas releases pois tudo é feito previamente pela BRITech na nuvem.

Os benefícios acima foram alcançados com a adoção de métodos ágeis de desenvolvimento de software e geração de releases a cada 2 semanas.

Para ilustrar e tornar tangível o contínuo investimento em melhorias e funcionalidades desenvolvidas no Atlas, podemos destacar:

  1. Risco de Mercado integrado.
  2. Explosão das posições em fundos por ativos reais.
  3. Conectividade entre os agentes/players de mercado (Distribuidores, Assets, Wealth Managers, Administradores e Custodiantes).
  4. Conectividade com Galgo.
  5. Melhorias na integração com Sinacor e outros Vendors.
  6. Controle de Portfolios e Ativos Offshore.
  7. Controle de Passivo de Fundos Offshore.
  8. Cadastramento automático de Títulos (ex. Debentures).
  9. Precificação a mercado.
  10. Tratamento de Títulos Incentivados e Gross-up.
  11. Reconciliação XML ANBIMA.
  12. Atribuição de Performance em 4 níveis (Portfólio, Estratégia, Classe de Ativo, Ativo).
  13. Adequação as mudanças regulatórias da CVM-555 incluindo arquivos a serem gerados pelos Gestores (Assets) e Administradores de Fundos.
  14. Melhorias na Contabilidade de Fundos e Clubes.
  15. Melhorias em Corporate Actions tais como Fusão, Cisão, Incorporação, Subscrição, Bonificação e Conversão.
  16. Melhorias na API (através de Web Services).

Acreditamos que é possível tornar o mercado financeiro mais simples através do uso de tecnologia e prezamos pelo relacionamento próximo aos nossos Clientes, pois, é a melhor forma de obter feedback e desenvolver a nossa plataforma de investimentos Atlas.

Sobre o autor:

Marcos Puccini

Juntou-se à BRITech em 2014 e é responsável pelas atividades operacionais e financeiras. Marcos tem mais de 20 anos de experiência no setor de tecnologia, mais recentemente em papéis executivos focados no desenvolvimento de negócios, M&A, operações e planejamento estratégico. Antes de BRITech, ele era CFO na YMF e além BEMATECH, TOTVS e DATASUL.

<< Voltar ao blog