logo britech branco
logo britech branco
entre em contato

Como aplicar a Teoria de Markowitz de forma efetiva

Por Mikaelli Santana on

Montar uma carteira de investimentos equilibrada e com reais chances de retornos positivos e sustentáveis não é uma tarefa simples, sobretudo para quem está iniciando no mercado financeiro. Por isso, é bastante comum que um bom gestor estabeleça uma estratégia de investimento com base na análise de dados.
Essa análise deve se embasar em teorias e técnicas concretas, como a Teoria de Markowitz, também conhecida como Teoria Moderna do Portfólio ou Modelo de Markowitz. Por isso, mostraremos nos próximos tópicos o que é, como funciona e como aplicá-la eficientemente em sua estratégia de investimento. Confira logo a seguir.

Como funciona a Teoria de Markowitz?

Criada pelo famoso economista Harry Max Markowitz, a Teoria de Markowitz se baseia em um cálculo matemático. Embora tenha surgido nos anos 50, essa teoria ainda embasa a estratégia de redução de riscos de muitos gestores de fundos de investimentos, com a combinação e seleção de ativos.
Para aplicar a Teoria de Markowitz é necessário considerar a possibilidade de formar várias carteiras diferentes a partir de um determinado número de combinações em um conjunto de ativos. A composição desses ativos é norteada por uma ideia central: a relação entre retorno e risco de um grupo de ativos é mais importante do que a relação entre retorno e risco de apenas um determinado ativo.
Basicamente, os gestores usam esse recurso para encontrar os níveis dessas variáveis em um investimento. Desse modo, para calcular o retorno de uma carteira, utiliza-se a soma ponderada do retorno de todos os ativos presentes.
Para encontrar o risco, calcula-se o desvio padrão da carteira — que nada mais é que a raiz quadrada da variância. Além disso, é preciso encontrar matematicamente a correlação ou covariância entre os ativos.
Essas informações são representadas graficamente por pontos que indicam o risco e o retorno. A conexão desses dados forma uma curva que indica o ponto mais eficiente, isto é, a combinação de ativos que pode trazer os melhores resultados para um determinado cenário.

Quais os passos para aplicar o modelo?

Para aplicar o modelo de Markowitz, é importante seguir dois passos fundamentais:

  • Análise dos títulos: nessa fase, você deve analisar cada título para encontrar o seu real valor de mercado, que geralmente consiste em descontar os fluxos futuros a uma taxa de atratividade;
  • Análise e seleção de carteiras: envolve projeções do retorno e risco de um conjunto de ativos. Além disso, é necessário encontrar a melhor combinação dos ativos que atendam aos objetivos do investidor.
  • Segundo Harry Max Markowitz, no processo de seleção de carteiras, os investidores devem ter cautela na escolha dos ativos, considerando suas particularidades.Além disso, nessa fase há a tentativa de entender a dinâmica da nova composição, ou seja, como e até que ponto determinada combinação de ativos influencia positiva ou negativamente uma carteira.Resumindo, esse processo tem como objetivo a obtenção de dados relevantes para a tomada de decisão na gestão dos investimentos. Ele envolve a análise, projeção de desempenho dos ativos e seleção da carteira, a partir do uso das fórmulas da Teoria de Markowitz.

    Qual a importância da Teoria Moderna de Portfólio?

    Uma das maiores contribuições da Teoria de Markowitz é enfatizar a importância da diversificação dos ativos, pois os preços desses componentes não vão para o mesmo “rumo”. Ou seja, busca-se compensar as variações ocorridas no mercado para reduzir e/ou compensar possíveis perdas.
    Essa ideia é reforçada por uma frase muito famosa no mundo dos investimentos: não coloque todos os ovos em uma mesma cesta!Em linhas gerais, isso quer dizer que, se você apostar em uma carteira que inclua renda variável e fixa, por exemplo, não concentrará as aplicações em negócios com riscos parecidos.
    Assim, quando houver queda no preço de um ativo, a depender da correlação, o outro pode estar em alta “cobrindo” as perdas e equilibrando as contas. Dessa forma, a utilização de automatização e recursos tecnológicos pode ser muito útil nos processos relacionados à formação de uma carteira de investimentos diversificada.
    Com a plataforma da BRITech é possível acessar várias ferramentas para a gestão eficiente de carteiras. Veja alguns dos seus recursos e funcionalidades:

    Avaliação de risco

  • Precificação de ativos;
  • Consolidação de portfólios e exposições;
  • Compliance;
  • Simulação de operações em tempo real;
  • Modelos paramétrico e não paramétrico.
  • Gestão de portfólio

  • Conciliação de movimentações e posições;
  • Cálculo sistemático das projeções;
  • Relatórios e informes.
  • Quer entender como a nossa plataforma pode ser útil na gestão de carteiras e na aplicabilidade de métodos como a Teoria de Markowitz?
    Então, agende uma demonstração e conheça todas as funcionalidades que podem te ajudar a alcançar melhores resultados nos seus investimentos.

    Saiba mais agora!

    Agende uma demonstração e explore como os relatórios certos, painéis que suportam decisões e ferramentas inteligentes podem ajudá-lo a impulsionar o crescimento e a satisfação do investidor.

    Agende uma Demonstração

    Agende uma Demonstração